Angola

Oficialmente conhecida como Republica de Angola, Angola é um país que fora colonizado pelos portugueses e que anos depois, teve sua independência, mas ainda tem fortes influencias como o português, que é uma das línguas oficiais do país.

Após conseguir sua independência em 1975, o país entrou em uma grande guerra civil entre movimentos, principalmente o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) e o UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), passando anos em guerra, foi apenas em 2000 que assinaram um acordo de paz com a Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC), uma organização de guerrilha que luta pela sucessão de Cabinda, onde se encontra 65% do petróleo de Angola.

Bandeira do País - Fonte: Wikipédia

Mesmo que tenha muitos recursos naturais, tais como minerais, metais, petróleo, etc.., e tendo uma economia com uma taxa de crescimento acima de muitos outros países, principalmente após o acordo de paz, Angola ainda sofre com o desbalanceamento econômico, o padrão de vida é considerado baixíssimo e mais de 70% da população sobrevive com aproximadamente 2 dólares por dia, a expectativa de vida e mortalidade infantil pioram a cada ano, pela ONU, Angola é considerado como um dos países menos desenvolvidos dos planeta e também um dos mais corruptos pela Transparência Internacional.

Economia do país

Mesmo passando por uma difícil época no período em que houve a guerra civil, Angola conseguiu se recuperar e apresenta um bom índice de crescimento econômico, isso devido ás inúmeras fontes de minérios e as grandes jazidas de petróleo que existem em praticamente toda a costa marítima do país.

Agricultura

No setor agrícola, Angola produz muitos legumes, materiais entre outros, como por exemplo o café que já foi o seu principal cultivo a tempos atrás, seguido por milho, sisal, óleo de coco, amendoim e cana de açúcar, podendo introduzir também o fumo, o algodão e também a borracha como cultura comercial.

Outros alimentos produzidos:

  • Arroz

  • Batata

  • Cacau

  • Banana

Quando se fala em rebanhos, tem-se em destaque o bovino, suíno e caprino.

Mineração

Angola possui uma vasta gama de minerais, com muitas jazidas, minas e depósitos em seu território, muitos trazendo a autossuficiência para o país, confira:

 

  • Diamantes

  • Ferro

  • Petróleo

  • Cobre

  • Manganês

  • Fosfatos

  • Sal

  • Mica

  • Chumbo

  • Estanhos

  • Ouro

  • Prata

  • Platina

 

Tendo também depósitos de urânio.

Setor Industrial

Tendo muitos setores no ramo industrial, a Angola produz diversos produtos, no setor territorial por exemplo, cereais, carnes, fumo e algodão predominam, sem tirar o destaque de boas produções como as de açúcar, cerveja, cimento, madeira e também o refino do petróleo.

Fonte: Via Web

Mercado de capitais de angola

Em 19 de Dezembro teve o arranque do Mercado de Capitais em Angola, a Bolsa de Divida e de Valores de Angola (BODIVA) teve o recebimento do mercado secundário de divida publica, com o mercado de divida corporativa previsto apenas para 2015, em mente que, o mercado acionista seja uma realidade apenas em 2016.

 

Fonte: Wikipédia

IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

Importação

Importando U$ 9,8 Bilhões em 2016, Angola se tornou o 90º maior importador do mundo, em comparação de 2011 a 2016, as importações de Angola caíram em 9,7% em relação a U$ 16.1 Bilhões em 2011 para U$ 9,8 Bilhões em 2016. Em Angola, o Petróleo Refinado representa 7,31% das importações totais do país, seguido pelas Válvulas, que representam 3,97%.

 

Os principais países que a Angola importa são: China, Portugal, Estados Unidos, Africa do Sul e Coreia do Sul.

 

Principais Importações:

 

  • Petróleo Refinado

  • Válvulas

  • Maquinas de Terraplanagem

  • Açúcar Bruto

  • Carne de Aves

  • Estruturas de Ferro

Exportação

A Angola se tornou o 65º maior exportador do mundo após exportar cerca de U$ 25,4 Bilhões, durante esses anos, novamente em uma comparação de 2011 a 2016, houve uma queda de 13,7% em uma mudança de U$ 51,7 Bilhões para U$ 25,4 Bilhões, entre as maiores exportações estão o Petróleo Bruto que representa 88,8% das exportações totais e logo depois o Diamante que corresponde por 7, 51% do total.

Principais países que exportam da Angola: China, Estados Unidos, índia, África do Sul e outros países da Ásia.

Principais portos de angola

Angola tem 5 Portos principais aonde desembarcam contêineres, produtos, navios, cruzeiros, entre outros, conheça eles abaixo.

Porto de Cabinda

Fonte: Via Web

Situado em uma baía aberta e totalmente exposta ao clima, o Porto de Cabinda consiste em um caís, com um considerável numero de campos de petróleo no local, com plataformas e poços associados.

Tendo como objetivo importar todas as cargas necessárias para a população do enclave, o Porto de Cabinda foi ampliado recentemente por meio de um novo caís composto de 5 seções de 24m cada para um comprimento total de 120m por 6,30m de largura, contém dois armazéns, o porto é equipado para armazenar cargas e contêineres fracionados, bem como cargas de projeto, tendo muitas áreas dedicadas para armazenamento de contêineres.

Fonte: ports.com

Porto de Lobito

Fonte: Via Web

O Segundo maior porto Angolano, perdendo apenas Luanda, foi criado como um caminho de ferro que ligaria a Baía de Lobito para diversas terras como Caconda, Planalto de Benguela, Fronteira de Luso-Belga, sendo posteriormente avançado para o que é hoje, um importante porto nacional, fato esse provido do fato de ser fruto de um teste de uma excelente extensão linha férrea que serve e auxilia bastante em seu desenvolvimento.

Além de ter todas essas características, é um dos melhores portos do continente africano, por conta de sua eficiente aparelhagem mecânica, da mais moderna, sem retirar o fato da própria cidade ter algo a oferecer, como locais para navegações, tudo isso por conta de seu excelente posicionamento geográfico, em relação as linhas de navegação do Atlântico, com o Porto se tornando uma rápida e cômoda parada para a África Central.

Em 2008 houve um projeto de ampliação do Porto do Lobito, o mesmo foi dividido em 5 fases de construção, a primeira constituiu em uma fase de intervenção que compreendia os trabalhos de reabilitação de um cais existente com 1122 metros de comprimento, a pavimentação da terra e muitas outras substituições.

Na segunda fase ocorre a construção do terminal de Contentores, a extensão do Cais Sul em 414 metros, que vai ter uma profundidade de 14,7 metros, a construção do Porto Seco, avanço de trabalhos e a ponte sobre o Mangal inaugurada em Março de 2010.

A terceira fase consiste na construção de um Terminal de Minérios, cujos trabalhos encontram-se em execução, as duas ultimas etapas focam na construção de um Terminal de Contentores para minérios, cais de acostagem com 1.200m de comprimento, a construção de uma ancoragem para navios de luxo e um Clube para Yates, na intenção de tornar o Lobito em um destino turisitco.

Após a conclusão de todas as etapas, o projeto será desenvolvido na Baía do Porto de Lobito, com o comprimento na área de acostagem na base de 7,8 Km em que estara disponivel o atracamento de 20 navios ao mesmo tempo, bem como o manuseamento de 11 milhões de toneladas de Carga Geral e 700.000 TEUs/Ano.

Fonte: http://www.eplobito.net/index1.asp?qm=v&ed=1&c=52

Porto de Luanda

Tido como o Porto mais importante da Angola, o contexto histórico do Porto se inicia a 500 anos atrás, com Paulo Dias de Novais desembarcando próximo ao Rio Kwanza, vendo que a Baía de Luanda era o ponto ideal, pois combinava com águas profundas e uma ótima proteção contra as ondas, ainda permitia e possibilitava a construção de fortificações da entrada de Corimba até São Pedro.

O Porto movimenta em principal, granel a seco e liquido, contêineres, passageiros, offshores e cargas em geral, as exportações incluem petróleo, minério de ferro e produtos de peixe, já na parte de importação, os itens são aço, maquinaria, farinha e carvão.

 

 

Fonte: Macauhub.com

Além desta vasta gama de exportações e importações, o Porto de Luanda  ainda conta com 4 terminais:

  • Carga geral

  • Contentores (SOGESTER)

  • Polivalente (Unicargas)

  • Sonangol serviços logísticos integrados (Aliança entre Sonangol e Intels)

Corresponde a 70% do comércio exterior de Angola, sem contar com o petróleo, tem acesso pela Republica Democratica do Congo (Katanga) e a Zâmbia (Corredor de cobre) e conta também com 15 armazéns.

Fonte: http://www.portoluanda.co.ao/historial.php,

Porto de Namibe

Fonte: supermatimegroup.com

Construído em 1957 com o objetivo de assegurar as importações e exportações da Região Sul de Angola, o Porto de Namibe tem como missão se tornar um dos melhores portos do Sul da Africa, tendo como objetividade a dinâmica e competitividade em relação a este setor, procurando sempre constituir-se como um importante polo de desenvolvimento industrial e logístico, além de permanecer na missão de prestar serviços de qualidade aos seus clientes, sempre promovendo um fortalecimento como empresa e o crescimento das economias, sejam elas provinciais, regionais ou nacionais.

O Porto de Namibe tem uma privilegiado posição no contexto de sistema portuária por conta de sua posição geográfica da Africa Austral.

Com isso, o terminal comercial dispõe de:

  • 1 Principal via de acesso percorrendo o Porto no sentido Este-Oeste.

  • 1 Linha férrea ligada ao caminho de ferro de Moçamedes passando pelo Porto Mineiro do Saco-mar.

  • 1 Tunel com infra=estrutura por onde ocorro o fornecimento de água e energia elétrica.

 

O Porto Comercial de Namibe, é subdivido em zonas, de acordo com as suas propriedades.

Zona 1: Caís com 265 de comprimento, com um calado de 3m, mais ao sul pois é direcionado aos rebocadores, lanches, navios, pesca, etc.... 

Zona 2; Caís com 130m de comprimento, destinado a navios de longo curso, cabotagem e de passageiros.

Zona 3: Caís com 480m de comprimento, fica ao norte, indicado para navios de longo curso.

Já em 1967, foi construído o Terminal Mineraleiro, criado no intuito de exportação do Minério de Ferro vindo das minas, esteve em funcionamento durante 8 anos e chegou a atingir o ápice da exportação, atualmente funciona como o principal terminal de lubrificantes e combustíveis da Sonangol;

O porto de Namibe opera 365 dias por ano e 24 horas por dia.

Fonte: http://portodonamibe.co.ao/web/o-porto-do-namibe/acessibilidades/

Porto de Soyo

Fonte: Via Web

Inicialmente utilizado para acomodação de embarcações de suprimento, agora é tido como uma base de fornecimento petroquímico de Kwanda, após a expansão, incluiu o terminal Angola LNG (ALNG), mesmo estando sob a autoridade da Harbour Master, é gerido pela Kwanda Lda, uma parceria entre a Sonangol e a Hersent Delong Ltd, que é uma filial 100% da Saipem SA.

O porto é subdividido em 3 áreas, com a exploração sendo responsável por três empresas diferentes, a base industrial foi concedida para a Kwanda Base, que também lida com a grande parte da atividade portuária, a segunda área é da Petromar que tem o terminal privado, movimenta cargas com relação a petróleo e gás, a terceira área tem 300 metros de comprimento e pertence ao porto comercial de Soyo.

O Equipamento portuário tem 4 combinações de semirreboque, caminhão, dois guindastes com capacidade de 90/100 toneladas e uma empilhadeira com SWL de 25 a 45 toneladas.

Fonte: https://www.findaport.com/port-of-soyo

Consulado e embaixada no Brasil

SHIS - QL 6 - Conjunto 5 - Casa 
CEP 71620-055 - Brasília - DF - Brasil
Tel. (61) 3248-4489 / 3248-2999 - Fax: 3248-1567


www.embaixadadeangola.com.br
e-mail: embaixada.brasil@mirex.gov.ao

Fonte: Via Web